Até bem pouco tempo atrás, as viagens corporativas não eram consideradas um tipo de turismo. O equívoco foi corrigido e o turismo de negócios cresce dia após dia no Brasil.

Um importante fator que impulsionou o setor foi o acirramento da concorrência entre os mercados, o que aumentou significantemente os eventos profissionais que demandam deslocamentos, hospedagens e alimentação em lugares mais distantes.

Vantagens do turismo de negócios

O turismo corporativo é bastante rentável, pois movimenta serviços adicionais como aluguel de espaços para eventos, estrutura para feiras e contratação de prestadores de serviços.

Essa movimentação gerada pelo setor é de extrema valia, principalmente em períodos de baixa temporada, quando a ocupação dos hotéis é mínima e o fluxo de visitantes cai bastante.

Uma pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo revelou que 25,6% dos estrangeiros vêm ao Brasil atraídos pelo turismo de negócios.

De olho nesse mercado, muitos setores já organizam anualmente eventos de grande porte com infraestrutura adequada para receber visitantes de vários lugares do mundo.

A Associação Internacional de Congressos e Convenções já afirmou que o Brasil está em 7º lugar quando o assunto é promoção de eventos dessa magnitude. Eles acontecem principalmente em cidades do Sudeste, mas outras regiões brasileiras também estão no foco.

Polos de turismo de negócios

O turismo de negócios tem sido incentivado e promovido por inúmeras cidades que querem movimentar a economia e aumentar a sua arrecadação.

O ranking nacional anda disputadíssimo, com São Paulo na liderança, seguida pelo Rio de Janeiro. Conheça quais são os destinos mais procurados pelo segmento.

São Paulo

É uma cidade que oferece tudo o que os executivos em deslocamento precisam: vastas redes de hotéis, helipontos, aeroportos, restaurantes e inúmeros espaços para a realização de eventos corporativos.

Rio de Janeiro

É impossível dissociar a imagem do Rio de Janeiro do lazer. Talvez seja justamente por isso que a cidade faz tanto sucesso ao realizar encontros de negócios. É o incentivo perfeito para lotar qualquer evento: ambientes estruturados para reuniões e belas paisagens para o happy hour.

Brasília

A capital federal é também um destino bastante escolhido para tratar de interesses econômicos e profissionais. A sua ampla oferta de hotéis está habituada a oferecer serviços diferenciados e exclusivos para aqueles que buscam Brasília para fazer negócios.

Recife

No Nordeste, a grande sede para eventos corporativos é a capital de Pernambuco. Marcada por uma cultura belíssima, a região metropolitana oferece um centro de convenções grandioso, além de muitos hotéis, restaurantes e bares.

Belo Horizonte

A capital mineira é repleta de atrativos para aqueles que querem realizar um evento empresarial. Dois espaços são os mais disputados: Expominas e o Minascentro. Os estrangeiros que passam por lá se apaixonam pela comida e hospitalidade do povo. A cidade é a terceira opção no ranking de mais procuradas para turismo de negócios na região Sudeste do Brasil.

Curitiba

A cidade de Curitiba também se tornou um polo do turismo de negócios. O município é uma boa opção pois concentra uma rede hoteleira e gastronômica ampla, além de inúmeros parques que podem tornar os intervalos entre os encontros ainda mais prazerosos.

Crescimento do turismo corporativo

Desde que foi apontado como um dos setores com grandes possibilidades de expansão, o turismo de negócios tem se renovado.

Uma das novidades são os programas de intercâmbios corporativos. Eles nada mais são do que a oportunidade de um profissional realizar um estágio na sua área em outro país.

As vantagens desses programas são inúmeras: aperfeiçoar o idioma, desenvolver uma nova perspectiva do mundo executivo e conhecer ainda mais o ramo dos negócios.

Grandes empresas já adotam e incentivam a troca de conhecimento entre profissionais de diferentes regiões do planeta.

Essa é uma prova de que o turismo de negócios ainda tem muito o que ofertar para outros setores da economia.

Agora que você já sabe o que é o turismo de negócios, que tal compartilhar este post nas redes sociais e expandir ainda mais o potencial desse setor?