No Brasil, pagamos uma série de impostos todos os dias e, por isso, acaba sendo normal que não saibamos para que servem alguns deles. Mesmo assim, o esforço para conhecê-los se faz necessário, pois deixar esse entendimento de lado pode acabar impactando negativamente a sua vida financeira.

Assim é o IOF, um imposto que está presente em algumas das operações que o brasileiro está acostumado a fazer no dia a dia. E para te ajudar a entender o que é o IOF, apresentaremos todas as informações importantes sobre ele. Acompanhe!

O que é IOF?

Imposto sobre Operações Financeiras, ou Imposto Sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros é a forma utilizada pelo governo para entender a oferta e a demanda de crédito no país e regular a economia. É exatamente por isso que ele incide sobre operações de crédito, câmbio e seguro, assim como sobre operações relacionadas a valores e títulos imobiliários.

Mesmo sendo um imposto regulatório, ele também é utilizado como forma de arrecadação.

Como ele aparece?

Você com certeza vai encontrar o IOF em alguma compra parcelada no cartão, na fatura mensal não foi inteiramente paga, em alguma transação no exterior ou em operações de empréstimo e financiamento.

Por estar na categoria de imposto regulatório, o IOF pode ser alterado a qualquer momento, portanto, é importante ficar atento quanto às suas mudanças.

Quais são as principais taxas?

Esse imposto tem alíquota diária, mas com um recolhimento mensal. E para cada atividade, existe uma taxa de IOF específica. Por isso, vale a pena entender como as principais taxas são calculadas para se prevenir quanto aos seus gastos. Confira:

1. Sobre o Câmbio

A taxa sobre compras de moeda, envio e recebimento de valores do exterior é de 0,38%. Já para as transações com cartões de crédito e débito fora do país, assim como para a recarga de cartões pré-pagos, a taxa é de 6,38%.

2. Sobre Empréstimos, Financiamentos e Cartão de Crédito

Para o empréstimo e o financiamento de bens existe uma taxa base de 0,38% e uma alíquota diária de 0,0082%. Os mesmos percentuais são usados para as faturas atrasadas do cartão de crédito, pois quando você deixa de pagar a mensalidade, mesmo que parcialmente, é como se o banco estivesse emprestando dinheiro a você. Ou seja, para cada dia de atraso, a alíquota de 0,0082% incide sobre o valor não pago.

3. Sobre Seguros

Existem duas taxas de IOF diferentes para seguros:

  • 0,38% para seguros de vida e acidentes pessoas;
  • 7,38% sobre outros tipos de seguro.

O IOF funciona?

Muitos defendem que o IOF é melhor para arrecadar do que para regular, pois a alta e a baixa da alíquota não influenciam o consumidor brasileiro como deveriam.

Outro fator que faz com que o imposto não seja tão eficiente em colher informações sobre a demanda e a oferta de crédito é a possibilidade de optar por formas de crédito que não são atingidas pelo IOF, como o parcelamento sem juros e os cartões de loja.

Como o IOF afeta as viagens internacionais?

Muitas das formas de viajar internacionalmente e de levar dinheiro para o exterior são taxadas pelo IOF de 6,38%:

  • compras de cheques de viagem;
  • transações no cartão de crédito;
  • transações no cartão de débito;
  • carregamento de cartão de viagens pré-pago.

A única opção que não tem incidência da taxa é a compra de dinheiro estrangeiro em espécie aqui no Brasil: o IOF sobre essa operação é de 0,38%. Porém, para o transporte de valores superiores a R$ 10 mil, é necessário declarar à Receita Federal.

Viu como entender o que é o IOF ajuda você na hora de realizar operações que envolvam crédito, câmbio ou contratação de seguros? Assim, você poderá avaliar se há melhores opções para não ter que gastar muito com o imposto — lembrando que ele só incide sobre as faturas do cartão de crédito quando estas atrasam, portanto, mantenha-as em dia.

Gostou do artigo? Siga-nos nas redes sociais e acompanhe conteúdos sobre viagens! e, por isso, acaba sendo normal que não saibamos para que servem alguns deles. Mesmo assim, o esforço para conhecê-los se faz necessário, pois deixar esse entendimento de lado pode acabar impactando negativamente a sua vida financeira.

Assim é o IOF, um imposto que está presente em algumas das operações que o brasileiro está acostumado a fazer no dia a dia. E para te ajudar a entender o que é o IOF, apresentaremos todas as informações importantes sobre ele. Acompanhe!