é oficial, destinado a servidores que viajam em missão dos governos Federal, Estadual ou pelo Distrito Federal; o vermelho é o diplomático; o azul escuro é o comum; e o azul claro é o passaporte de emergência.

Para emitir cada um deles é preciso apresentar uma série de documentos e comprovações exigida pela Polícia Federal. Este artigo vai mostrar os 6 passos para tirar o passaporte de emergência.

1. Analise sua situação

Via de regra, qualquer cidadão brasileiro (inclusive menores de idade) pode dar início ao processo de emissão de um passaporte de emergência. Porém, a viagem precisa se enquadrar em alguns critérios exigidos pela Polícia Federal, como afirma o site oficial: “o passaporte de emergência será concedido àquele que, tendo satisfeito as exigências para concessão de passaporte, necessite do documento de viagem e não possa comprovadamente aguardar o prazo de entrega”.

2. Conheça quais são as situações de emergência

Definitivamente, uma viagem a turismo está totalmente fora do que a PF acredita ser uma emergência. E por mais que você já esteja com passagens compradas a lazer, você não vai conseguir o documento em caráter emergencial. Os critérios são claros:

  • em casos de conflitos armados na sua região ou onde você possui bens;
  • quando acontecem catástrofes naturais;
  • se você precisa trabalhar fora;
  • para a proteção do seu patrimônio, como assinar documentos importantes no exterior;
  • motivo de doença do requerente, do seu cônjuge ou parente até segundo grau;
  • se o seu embarque é de interesse da Administração Pública;
  • se você vai viajar para prestar ajuda humanitária;
  • outra situação emergencial, que aconteceu de repente e você não pode deixar de viajar.

3. Preencha o formulário de solicitação do passaporte

Depois de ter certeza que a sua situação se enquadra como de emergência, você deve acessar o site da Polícia Federal e preencher o formulário de solicitação, que é igual ao modelo para o documento comum. Porém, no final você não precisa marcar atendimento e nem gerar uma guia para pagamento. Esses dois processos acontecem na própria sede da Polícia.

4. Procure um posto da PF que emita passaporte de emergência

Por se tratar de uma emergência, você não precisa agendar o atendimento na PF. Porém, nem todos os postos emitem o passaporte de emergência. A Polícia disponibiliza no site a lista de onde é possível fazer a solicitação presencial. Fique atento, pois exceto em São Paulo, Paraná e Bahia, só há uma unidade de atendimento em cada estado.

5. Comprove a sua emergência para a Polícia Federal

Para todas as situações consideradas de emergência, os federais exigem documentos oficiais que as comprovem. Em caso de doença ou tratamento no exterior, você precisa reunir laudos médicos, exames e tudo que ateste a sua necessidade de sair do Brasil. Caso você seja acompanhante do requerente, vai precisar provar o parentesco.

Quando sua viagem for de interesse da administração pública ou a trabalho, nada mais justo do que apresentar todas as requisições e cartas que confirmem a necessidade da sua presença no exterior.

Na prática, você deve apresentar tudo: desde os documentos básicos para passaporte comum, até os extras que comprovam a emergência. Se você já tiver passagens aéreas e hospedagem, vale levar, embora pouco vá influenciar para a concessão.

6. Pague a Guia de Recolhimento da União

Se o oficial aceitar os seus comprovantes, ele vai emitir uma GRU, Guia de Recolhimento da União, que custa R$ 334,42. Depois de paga e compensada pelo banco, você volta ao posto com o comprovante, tira a foto e coleta as digitais. A partir disso, o prazo para entrega é de 24 horas.

Vale ressaltar que o passaporte de emergência é valido apenas por 12 meses e mais: há relatos de viajantes que não conseguiram o visto ao chegar em países como Alemanha, França e Itália de posse desse documento. A PF não tem uma lista de quais países não aceitam o passaporte de emergência, mas alerta que isso pode realmente acontecer.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude a propagar estas informações importantes!