Com a globalização da maioria dos setores, é comum que cada vez mais empresas tenham negócios em diferentes cidades, estados e/ou países. Diante disso, é bem provável que seja necessário visitar estes outros negócios de vez em quando. Mas, como você já deve saber, os custos de viagens corporativas podem pesar muito mais do que aparentam no orçamento da empresa.

Felizmente, há várias formas de controlar estes gastos, garantindo que a viagem, em si, seja tão lucrativa quanto possível. Se você souber como agir, pode fazer visitas mais frequentes a filiais e sócios em outros locais, sem se preocupar tanto com a perda de recursos financeiros.

Para lhe ajudar com essa tarefa, trouxemos 4 dicas para reduzir os custos de viagens corporativas. Confira:

Faça orçamentos bem delimitados

O passo mais importante para não gastar mais do que o necessário é saber quanto dinheiro você tem disponível. Sem uma noção clara de qual é o seu limite, é bem provável que você se endivide ou gaste os recursos que seriam destinados a outras atividades.

Faça uma avaliação detalhada de suas finanças, calcule seus gastos fixos e verifique qual orçamento está realmente disponível para uma viagem. Se este limite não for suficiente, considere buscar alternativas de menor custo.

Tenha uma política para a necessidade de viagens

Você já deve ter passado por uma situação na qual esteve presente em um evento, ou algo similar, mas sua ida foi completamente desnecessária. É algo comum em viagens de negócios, quando não há um critério definido para que elas ocorram e a empresa acaba arcando com vários custos de deslocamento sem necessidade.

Para evitar esse tipo de problema, a melhor atitude é se questionar “há uma forma de resolver essa situação sem uma viagem?”. Talvez uma videoconferência seja suficiente, ou mesmo um memorando. Isso poupará vários gastos ao longo do tempo.

Crie parcerias com hotéis

Quando as viagens são necessárias, um dos principais custos envolvidos é a estadia. Afinal, você ainda precisa se alimentar e ter um lugar para dormir durante esse período. Pensando nisso, talvez seja uma boa ideia montar parcerias com hotéis próximos aos seus pontos de interesse.

Além de possibilitar uma redução de custos, isso também aumenta suas chances de ter um quarto sempre disponível, independentemente da temporada em questão.

Busque a ajuda de uma empresa especializada

O processo de planejamento da viagem, por si só, já é bem caro. Pesquisar a estadia, verificar passagens, calcular os custos com alimentação e transporte, entre outras coisas, acaba consumindo muito tempo. Seria interessante ter alguém para dar conta desse trabalho por você, não é?

Bem, você pode contratar uma agência de viagens para isso. Com a ajuda desses especialistas, você pode se concentrar em suas rotinas de trabalho enquanto alguém com mais experiência monta um pacote mais econômico em menos tempo.

Agora que você tem essas dicas, pode cortar os custos de viagens corporativas sem medo! Quer continuar acompanhando nossos melhores conteúdos? Então, curta nossa página no Facebook e receba nossas novidades em primeira mão.