Ao andarmos pelas ruas da segunda maior cidade de Portugal, atrás apenas da capital Lisboa, e pelo seu centro histórico – nomeado Patrimônio Mundial pela Unesco em 1996 -, somos levados à era medieval através da arquitetura barroca, art nouveau e rococó de suas construções. Mas rapidamente somos trazidos de volta ao presente com o que há de mais contemporâneo se observamos o design dos edifícios da Casa da Música, a Ponte da Arrábida e o Edifício Transparente - todos pontos turísticos que não podem deixar de serem visitados.

Conhecida como "Cidade Invicta", por ser a única cidade que o Exército Imperial do conquistador francês Napoleão Bonaparte não conseguiu invadir, é a cidade que deu o nome à Portugal - quando se designava Portus Cale.

Mas foi o vinho do Porto que a tornou mundialmente famosa. É a margem do Rio Douro, que corta a cidade, separando a Ribeira da Vila Nova de Gaia, que se concentram as adegas. Taí um programa obrigatório, faça chuva ou faça sol: degustação de vinho do Porto e visita aos barris para envelhecimento do produto estocado nas caves. O cheiro e o ambiente tornam a experiência inesquecível.

Um passeio de barco pelo rio para conhecer as chamadas “quintas”, onde estão plantadas as uvas, também deve ser incluído na sua lista de coisas que não se pode perder na cidade. Assim como a Fundação Serralves, com seu museu e imensos jardins.

Os naturais do Porto ganharam a alcunha de "tripeiros", pois na época das grandes embarcações que partiam dali, a população oferecia à tripulação as melhores partes da carne do porco e ficavam com as tripas. Por essa razão, o prato tradicional da cidade é, até hoje, as "Tripas à moda do Porto".

O bacalhau, obviamente, também é uma iguaria que não pode passar despercebida. E é facilmente encontrada em qualquer restaurante, preparado de diversas maneiras. Os pastéis de nata também têm que ser provados. Para isso o centenário Café Majestic é a melhor opção.

Pra quem gosta de dançar, as casas noturnas enchem relativamente tarde, lá pelas 2h ou 3h da manhã. E se depois de tantos passeios e vida noturna agitada você quiser recarregar as energias tomando um belo cafe da manhã, vá à Paparoca da Foz, padaria tradicional local, e se delicie admirando a vista do Rio Douro.